Confira as dicas para curtir o carnaval com seu pet – Dicas – iG

0

Curtir o carnaval pode ser uma experiência incrível ao lado dos amigos, e por que não ao lado dos animais de estimação também? Os pets podem sim ser inclusos na folia que já está tomando as ruas, mas desde que seu tutor tome alguns cuidados, principalmente com objetos pequenos e bebidas alcoólicas.

Leia também: Meu cachorro tomou banho de chuva, e agora? Saiba o que fazer

É preciso conhecer o temperamento do seu pet para saber se ele ficará confortável em aglomerações de pessoas como o carnaval arrow-options shutterstock É preciso conhecer o temperamento do seu pet para saber se ele ficará confortável em aglomerações de pessoas como o carnaval

A veterinária Roseli Berto Sabbadini fez uma lista que pode ajudar o dono que quer curtir as festas e bloquinhos ao lado do cão . Uma das coisas mais importantes é sobre a identificação do animal. “Sempre leve seu pet preso na coleira e guia, muita agitação, pessoas e barulho podem assustá-lo, fazendo com que ele fuja”, alerta.

Além da veterinária , Karen Fujiwara, dona da Bella Samoieda, cadela com 135 mil seguidores no Instagram (@bella.samoieda), conta como foi sua experiência levando a pet em locais com bastante gente e muito barulho, além de dar algumas dicas também.

Bella%2C a samoieda de Karen arrow-options Instagram/ Bella.Samoieda Bella, a samoieda de Karen

Primeiro, confira a lista de dicas da veterinária para curtir o carnaval com seu cão:

  •  Mantenha sempre uma boa identificação na coleira do seu pet caso ele se perca;
  • Utilize fantasias confortáveis e sem objetos pequenos que possam ser engolidos pelo animal;
  • Evite andar com o cachorro sob sol forte, prevenindo queimaduras nas patas (chão muito quente) e pele, utilizando um protetor solar para pet, principalmente se ele for branquinho ;
  • Barulhos muito altos podem deixá-lo incomodado, já que a audição dos animais é muito mais sensível que a nossa, por isso não fique perto de caixas de som e instrumentos musicais;
  • Leve sempre água e oferece-a constantemente ao amigo peludo;
  • Respeite os horários de alimentação do cão, levando a ração em um compartimento lacrado se necessário;
  • Atente-se a objetos no chão que possam ser ingeridos, afinal, muitas pessoas descartam lixo na rua e isso pode ser prejudicial ao cachorro;
  • Jamais ofereça ou deixe alguém oferecer qualquer tipo de bebida alcoólica ou refrigerante ao seu pet;
  • A qualquer sinal de mudança de comportamento do animal de estimação, afaste-se da multidão ou leve-o para casa, ele pode estar estressado ou com medo.

Por sua experiência em levar Bella em lugares com bastante gente, Karen Fujiwara, que também é adestradora, afirma que o mais importante é o dono conhecer bem o animal. “Apesar de a Bella ter uma boa socialização, é estressante para ela. Então é importante ter a consciência de até que ponto é saudável para o pet estar nesses eventos. No caso dela, ela não gosta muito, apesar de aguentar e ficar ali com a gente”, conta.

Caso o animal goste ou esteja apto a ficar nessas aglomerações, aí é checar os agentes externos. “O ideal é verificar a temperatura do dia, do chão principalmente, o tempo que estamos expondo o cão nesses ambientes também”, explica, sempre ressaltando que quando percebe que Bella está muito exaltada, é hora de ir embora. “Ela tem muito medo de batucadas, então evitamos lugares com tambores ou baterias.”

Bella não gosta muito de ficar em aglomerações arrow-options Acervo pessoal Bella não gosta muito de ficar em aglomerações

E, quando saem, a bolsa de Karen tem principalmente os seguintes objetos: água, petiscos para acalmar Bella, e a carteirinha de vacinação.

Tendo esses cuidados básicos, levar o pet para o Carnaval não deve ser um problema. 

Fonte: canaldopet.ig.com.br/cuidados/dicas/2020-02-13/dicas-para-curtir-o-carnaval-com-seu-pet.html

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here